• 20.jpg
  • 090312 113.jpg
  • 090312 114.jpg
  • 090312 115.jpg
  • 13022210_1578997219078422_1033816320_n.jpg
  • 13240776_1733578960244273_3136568462303407188_n.jpg
  • 13619807_1752562541679248_5835879040784902698_n.jpg
  • 13690852_1020592814714287_3107937046598685593_n.jpg
  • 14315711_1650415711936572_1061278437_o.jpg
  • IMG_4739.JPG
  • IMG_4746.JPG
  • IMG_4747.JPG
  • IMG_4749.JPG
  • IMG_4750.JPG
  • IMG_4753.JPG
  • rg.jpeg
  • rg2.jpeg

capture 20170412 103857

FURG integra Comitê Nacional ElesporElas (HeForShe)

A Universidade Federal do Rio Grande (FURG) integra, desde a última quinta-feira, o Comitê Nacional Impulsor Brasil ElesporElas – HeForShe Brasil. O Rio Grande do Sul é o primeiro estado brasileiro a contar com esse comitê, lançado na Assembleia Legislativa gaúcha. A ouvidora Maria Rozana Rodrigues de Almeida representou a reitora Cleuza Dias na solenidade, que contou também com representação do Grupo de Pesquisa Sexualidade e Escola (Gese).

Na prática, o comitê pretende ser uma frente multisetorial, integrada por diferentes forças da sociedade para trabalhar em ações concretas e de engajamento à igualdade de gênero, empoderamento feminino e combate a qualquer tipo de violência contra mulheres e meninas. Participaram do ato artistas, representantes universitários, governo estadual, empresários, grupos de comunicação, entidades de classe e da sociedade civil e ativistas contra a violência à mulher.

Conforme o presidente da AL, deputado Edegar Pretto, o comitê é fruto de um esforço conjunto que conseguiu produzir uma unanimidade, começando como uma ação política e se transformando em uma causa da Assembleia. A espanhola Nadine Gazman, representante do escritório da ONU Mulheres no Brasil, mostrou surpresa com o tamanho do ato e importância dos participantes: “me disseram que ia ser grande, mas minha imaginação não chegou a tanto”, disse. Informou que a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres é um dos 17 pontos da agenda 20/30 da Organização das Nações Unidas (ONU), plano de ação da ONU com objetivos de desenvolvimento sustentável e 169 metas nas áreas econômica, social e ambiental.

Para a reitora Cleuza Dias, a adesão da FURG ao movimento mundial HeForShe é mais uma ação muito importante, que integra ainda mais os projetos e os diversos núcleos da Universidade à luta pela igualdade de gênero.

Assinaram adesão ao Movimento ElesPorElas representantes das universidades FURG, Ufpel, Ufrgs, Unilasalle, UPF, Unipampa, Fronteira Sul, Uergs, PUC e os Institutos Federais Farroupilha, Rio Grande do Sul e Sul-rio-grandense e também representantes da Procuradoria-Geral de Justiça, Tribunal Regional do Trabalho, governo estadaul, prefeitura de Porto Alegre, Ministério Público, CMPC Celulose Riograndense, Grupo Randon, General Motors, Moove Comunicação, Rede Record/Correio do Povo, Rede Pampa, Agert, Bandeirantes, RBS, Planalto Transportes, OAB, Famurs, ONG Themis, Associação Brasileira de Eventos, Comitê Latino-Americano e Caribe para Defesa dos Direitos da Mulher, Coletivo Feminino Plural, Trade Turístico Gaúcho, a dupla Gre-Nal, além do ator Werner Schumann e dos músicos Sady Homrich e Thedy Corrêa (Nenhum de Nós).

O Movimento ElesPorElas (HeForShe)

Lançado em setembro de 2014, durante Assembleia Geral das Nações Unidas, o movimento ElesPorElas (HeForShe) é um esforço global para envolver homens e meninos na remoção das barreiras sociais e culturais que impedem as mulheres de atingir seu potencial, e ajudar homens e mulheres a modelarem juntos uma nova sociedade. Foi criado pela ONU Mulheres, a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres,

O alcance da igualdade de gênero requer uma abordagem inclusiva, que reconheça o papel fundamental de homens e meninos como parceiros dos direitos das mulheres e detentores de necessidades próprias baseadas na obtenção deste equilíbrio. O movimento ElesPorElas (HeForShe) convoca homens e meninos como parceiros igualitários na elaboração e implementação de uma visão comum da igualdade de gênero que beneficiará toda a humanidade.

Entre os países que mais têm adesões ao Movimento estão Estados Unidos, Reino Unido, Equador, Brasil e Canadá.

(Com informações da Assessoria da Assembleia Legislativa RS)

Fotos: Paula Ribeiro e Caco Argemi-ALRS

www.furg.br/index.php?id_noticia=29658

nnnn